.:: Freguesia de Bucelas ::..::Freguesia de Bucelas::.
« »
.:: Início ::. .:: Mapa do portal ::. .:: Área Reservada ::. .:: Webmail ::. .:: Adicionar aos Favoritos ::.
Domingo, 18.2.2018
 
Sugestões
Bucelas
 

Em 1522 pertencia ao 3º Bairro de Lisboa. Por dec. Lei de 11/09/1852 passou a fazer parte do Concelho dos Olivais, tendo sido mais tarde integrada no Concelho de Loures em 27/07/1886.

Bucelas conheceu grande desenvolvimento na segunda metade do século XIX e início do século XX, motivo pela qual foi elevada a vila pelo Decreto-lei n.º 14670 de 4 de dezembro de 1927. Para além da sua sede, a freguesia conta ainda com as povoações da Bemposta, Chamboeira, Freixial, Serra de Alrota, Vila Nova, Vila de Rei, Casal Novo da Portela e Quinta de Baixo.

É uma freguesia com 33,99 km2 e tem 4.663 habitantes (Censos 2011) tornando-se assim a menos densa do concelho. Está delimitada pelas freguesias de Fanhões e S. Julião do Tojal e confina, a norte, com os concelhos de Mafra (freguesia do Milharado) e Arruda dos Vinhos (freguesias de Arranhó e Santiago dos Velhos) e a este com o Concelho de Vila Franca de Xira (freguesias de Alverca do Ribatejo, Calhandriz e Vialonga). (ver mapa)

Possui coletividades muito antigas como a dos Bombeiros Voluntários de Bucelas, inaugurada a 26 de julho de 1891, e a Banda Recreativa de Bucelas, inaugurada a 21 de junho de 1863, entre outras.

Tem como festas anuais: Anjo Custódio da Nação no 3º domingo de julho, esta festividade realiza-se desde 1566; Festa do Vinho e das Vindimas em outubro; Festa da Nª Sª da Salvação, no dia 15 de agosto; Festa da Nª Sª da Paz no domingo mais próximo do dia 24 de janeiro.

É uma freguesia que continua a manter caraterísticas rurais e tem na atividade vinícola fortes tradições pelos excelentes vinhos brancos que produz. Região demarcada a partir do dec. Lei de 03 de março de 1911.

A fama do vinho branco é muito antiga e pensa-se que a cultura da vinha foi introduzida pelos romanos, que lhe deram forte desenvolvimento. Numa crónica sobre a descoberta do caminho marítimo para a Índia, foi dado a conhecer este vinho por marinheiros da nau de S. Gabriel que ao chegarem a Portugal comemoraram com bons petiscos e vinho branco produzidos a partir de cepas de Arinto de Bucelas. Mais tarde, o Marquês de Pombal interessou-se pela mesma e com a finalidade de a valorizar, importou algumas castas de Reno; outros autores no entanto afirmam que as cepas do Reno são originárias de Bucelas, sendo transportadas pelos cruzados alemães no regresso à Terra Santa. É durante as invasões francesas que o vinho de Bucelas passa a ter fama internacional, conta-se que o rei George III, na altura Príncipe Regente, sofria de uma doença e para se tratar utilizou o vinho de Bucelas oferecido por Wellington no seu regresso das campanhas de Portugal. Torna-se com isso o vinho de Bucelas, um hábito da Coroa de Inglaterra. Atualmente é conhecido em todo o mundo, alcançando várias medalhas de ouro e prata em concursos internacionais.

A região produtiva do vinho de Bucelas abrange as localidades: Bucelas, Charneca, Vila de Rei, Bemposta, Santo Aleixo, Vila Nova, Chamboeira e Freixial.

A maior densidade de vinha encontra-se nos vales e os terrenos são argilo-calcáreos, devido ao seu microclima específico, sendo bastante frio no Inverno com um teor de humidade muito elevado, temperado no verão e protegido pelos ventos confere aos seus vinhos qualidades únicas. As castas utilizadas na produção deste vinho são: "Arinto", "Esgana Cão", "Rabo de Ovelha" e "Broal".

DesfileEste vinho é delicadamente perfumado, de um teor alcoólico de 11% é fresco, leve e ligeiramente ácido, ao envelhecer adquire um perfume acentuado. A casa de vinhos Camilo Alves foi inaugurada em 1882. A qualidade do vinho de Bucelas é controlada pelo instituto do vinho e da vinha, apresentando todas as garrafas um selo de garantia.

Bucelas, desde 19 de agosto de 2010, tem o registo oficial "BUCELAS CAPITAL DO ARINTO".

Anualmente, no mês de outubro realiza-se a Festa do Vinho e das Vindimas, com o objetivo de divulgar a cultura e a etnografia desta região saloia assim como a sua promoção turística. Tem o seu ponto alto no desfile etnográfico, composto por carros alegóricos, representando as várias etapas da produção do vinho desde a videira ao alambique, assim como todas as outras atividades de algum modo ligadas à vinha: tanoeiro, ferreiro, latoeiro, cesteiro e mesmo a taberna.

Acompanham os carros alegóricos, figurantes vestidos com fatos tradicionais entoando canções em que o tema é o vinho e as vindimas.

Em Bucelas, ainda hoje existem profissões mais tradicionais e das quais ainda vivem gentes desta terra, é o caso dos ferreiros, cesteiros e tanoeiros.

Para além de tudo isto, possuímos uma gastronomia muito rica, belas paisagens e um património cultural riquíssimo, o qual vale a pena conhecer.

Diversão:
Quintas:



Mapa da Freguesia


A produção do vinho de qualidade acompanha a história de Bucelas, com referências desde o tempo dos romanos.

A casta Arinto que se alimenta de uma encosta soalheira, de bons ventos e bom chão, de boas mãos e corte, criou em Bucelas uma marca única, dando a esta região demarcada, desde 03 de março de 1911, um destaque de obrigatória referência no que ao Arinto se refere.

O registo de BUCELAS CAPITAL DO ARINTO, desde 19 de agosto de 2010, trabalho levado a cabo pela Confraria do Arinto de Bucelas, com o apoio da Junta de Freguesia de Bucelas, permite hoje a esta freguesia apresentar-se com um novo cartaz turístico.

Beber Arinto é entrar num mundo de sentidos, cheiros e sabores que envolvem a história desta terra, tão orgulhosa do seu património.


Ler Notícia C.M. Loures



Bucelas - Um século em nome do Arinto


O Expresso identifica Bucelas em "As outras capitais de Portugal"

O Expresso, no caderno Economia de 13/08/2011, identificou 53 regiões do país que se promovem como capitais de alguma coisa, das quais 21 têm mesmo a marca registada. Bucelas Capital do Arinto está incluída nesse estudo.



Veja o mapa completo


Bucelas Capital do Arinto comemorou 1 ano

No dia 19 de agosto de 2011 perfez um ano do registo de “Bucelas Capital do Arinto” como Marca Nacional.


Notícia TVI - Jornal das 8, dia 16/09/2011

 


  Estrada Nacional na Rota das Vindimas em Bucelas

               Ver vídeo




«Voltar»

 
Visite-nos
Agenda de Eventos
Boas Festas!
Descontos na tarifa da água e da luz
Descontos na tarifa da água e da luz
Biblioteca Irene Cruz
Ler mais...
Ler mais...
Freguesia de Bucelas
Ler mais...
Ver aqui
Ler mais...
Atendimento integrado Freguesia Bucelas
Atendimento integrado Freguesia Bucelas
Ler mais...
Formulário Licenciamento Zero

Formulario para Ocupacao de Espaco Publico - Licenciamento Zero pdf

Ler mais...

Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Ler mais...
Rede Social Loures
Ler mais...
Arruamentos de Bucelas
Ler mais...
Produtores de Vinho de Bucelas
Ler mais...
Mapa Google
Visitas
.::Visitas::.
Hoje: 36
Total: 534745
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos
Junta de Freguesia de Bucelas © 2010 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px