.:: Junta de Freguesia de Bunheiro - Murtosa ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
Início
Quinta-Feira, 24.9.2020
 
Contacte-nos
Farmácias
COVID-19
ARTESÃO BUNHEIRENSE JOAQUIM RUIVO EXPÕE CANGAS NA COMUR
ARTESÃO BUNHEIRENSE JOAQUIM RUIVO EXPÕE CANGAS NA COMUR

Para além de Joaquim Ruivo, marcaram presença no evento o Vice-Presidente da Câmara Municipal da Murtosa, Januário Cunha, o Vereador Daniel Bastos, a Presidente da Junta do Bunheiro, Isabel Lopes, o Presidente da Junta da Murtosa, João Paulo Rebelo, o responsável da Estação Náutica da Murtosa, Francisco Pereira, amigos, familiares e admiradores conhecido artesão.

O Vice-Presidente da Câmara agradeceu a disponibilidade de Joaquim Ruivo para mostrar as suas criações, verdadeiras obras de arte, plenas de identidade Murtoseira e Marinhoa. Afirmou que as cangas, usadas para jungir as juntas de gado, tanto nos trabalhos agrícolas e na pesca da xávega, eram, de certa forma, a expressão do cariz anfíbio das gentes marinhoas, possuindo, na nossa região, caraterísticas verdadeiramente distintivas, como o trabalhado e as cores exuberantes.

De seguida, Joaquim Ruivo falou sobre o processo de construção das cangas, arte que herdou de seu pai, também ele artesão, afirmando que se orgulhava de ter trabalhos de sua autoria espalhados pelo país e um pouco por todo o mundo.

Por fim, usou da palavra a Presidente da Junta do Bunheiro para enaltecer a qualidade e a minúcia do artesão, que considerou um verdadeiro embaixador da freguesia do Bunheiro e do concelho da Murtosa.

AS CANGAS

A canga é a peça de madeira que se coloca no cachaço dos animais para fazer a adaptação destes ao carro ou às alfaias agrícolas. As cangas que na terra marinhoa se assumem como autênticas obras de arte, apresentam motivos florais ou outros, em baixo relevo, podendo ser pintadas, ou não, sendo encabeladas com tufos alternados de cabelo branco ou negro, de crinas ou rabos de cavalo.

JOAQUIM RUIVO
Joaquim Tavares dos Santos, mais conhecido por Joaquim Ruivo, nasceu na Freguesia do Bunheiro, Concelho da Murtosa, a 29 de julho de 1944. Reside no lugar do Agro, no Bunheiro.

A arte de fazer cangas, apreendeu-a bem cedo, por volta dos 14 ou 15 anos, com o seu pai, Joaquim Ferreira dos Santos, também conhecido por Joaquim Ruivo. Aos 20 anos, como muitos da sua geração, decide embarcar para a pesca do Bacalhau. Deixada a faina, ainda trabalhou 2 anos nas bombas de gasolina da Varela até que, aos 28 anos, emigrou para o Luxemburgo, onde trabalhou numa carpintaria durante 5 anos.

O apelo da Terra Mãe e a ausência da família fazem-no regressar à Murtosa, para trabalhar na Agricultura, atividade que mantém até hoje, sempre em paralelo com a sua paixão de sempre: a construção de cangas.

Foto e notícia extraída da Página do Município da Murtosa

Notícias
Centro Qualifica - Bunheiro
Centro Qualifica - Bunheiro
CICLO “QUINTAS DAS ARTES” CONTINUA EM SETEMBRO
CICLO “QUINTAS DAS ARTES” CONTINUA EM SETEMBRO
AS cangas do Sr. Joaquim Ruivo
AS cangas do Sr. Joaquim Ruivo
Mapa Google
Visitas
.::Visitas::.
Hoje: 85
Total: 553094
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de Bunheiro - Murtosa © 2009 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px