Sequeira
   
Página Inicial Contactos  
     
  E-Mail Login
Actualize os dados da sua Freguesia
AINDA NÃO TEM SITE?
Escolha aqui a melhor solução
LINKS
Links Uteis
FARMÁCIAS
Farmácias de Serviço
HOME | PORTUGAL » Braga » Braga » Sequeira
MAPA GOOGLE
Mapa das Estradas
Reorganização administrativa do território (Lei n.º 22/2012, de 30 de maio)
Freguesia: Sequeira

A Freguesia Sequeira não sofreu alterações

Distrito: Braga
Concelho: Braga
 
Freguesia: Sequeira
CONTACTOS
 
Morada R. da Escola, n.º 7
Cód. Postal 4705-629 Sequeira
Telefone 253672932

   

EXECUTIVO DA JUNTA ASSEMBLEIA DA FREGUESIA
 
Presidente Emiliano Noversa
Secretário Marco Costa
Tesoureiro Leandro Ribeiro
 
Presidente José Dias
Secretários Sandra Costa
Restantes
Elementos
(não disponível)

DESCRIÇÃO DA FREGUESIA
 
História:

Sequeira é uma freguesia do conselho e distrito de Braga, distando cerca de 5 quilómetros da respectiva sede. Apesar de ser uma freguesia de grande tradição rural, Sequeira tem vindo a desenvolver, nos últimos decénios, alguma actividade industrial, ligada aos ramos das confecções, da marcenaria e da cerâmica. O seu orago é Santa Maria, com invocação a Nossa Senhora da Excepção, ou do Ó.

Não se mostrando particularmente acidentado, o terrritório desta freguesia terá sido uma das condições favoráveis à paisagem, nestas imediações, na vida medieval que ligava Braga a Barcelos, sendo ainda possível observar alguns troços da vestuta calçada no lugar, por isso mesmo designada Calçada. A época baixo-medieval terá marcado notavelmente esta freguesia, até mesmo em relação à toponímia local, sendo de salientar o toponímio "Torre", alusivo à hoje desaparecida, mas documentada, estrutura senhorial fortificada, que outrora teve aqui o seu assento.

Entre os séculos XII e XIII, Sequeira, que pertencia ao julgado de Bastuço, incluía no seu território, quatro paróquias distintas: Santa Maria, São Saturnino e São Julião, à qual foi anexo a de São Verissímo, citado nas Inquirições de 1220: #In ista collatione etin alia Sancti Verissimi".

Em São Julião, possuíram avultados haveres os filhos de algo ( porisso " ditos de Sequeira"), da notável estirpe medievaldos "Sequeiras", que procede, por linha feminina, do célebre D. Guterres, casado com D. Adosinda Ermiges, filha de D.Ermigio Alboarça e neta do notável Alboarça Ramires, bastardoreal.

D. Justa Pais, filha do Paio Guterres, casou com D. Pedro"Coronel", e D. Pedro Peres "Coronel". O primeiro distingui-se ao lado de D. Sancho, futuro rei, nas guerras da reconquista.

Dele foram filhos, Martim viegas, Raimundo Viegas, D. Maior Viegas,ditos " de Sequeira" e um outro filho que as linhagens não citam, mas antes de 1220, juntamente com sua mãe, comprou em São Julião de Sequeira, herdades fureiras, que não pagavam foro à Coroa e "honravam" Martim Viegas. O mesmo fazia, em Santa Maria de Sequeira, outro notável fidalgo, com ele aparentado, D.Pedro Soares "Velho", que provavelmente é aquele que é referido no Nobiliário como o "Escaldado", por possuir poucas barbas.

Este, seria varão de D. Soeiro Nunes"Velho" e neto de D. Nuno Soares "Velho".Os Redondos foram também, cavaleiros de Sequeira, pois, o notável rico-homem D. João Peres Redondo era filho do citado D. Pero Soares "Escaldado" e de D. Maria Vasques, sua esposa. Este D.João Peres Redondo casou com D. Maior Peres Pereira e dela teve Gonçalo Anes Redondo que, por sua vez, casou com D. Urraca Fernandes de Andrade, filha de Fernão Peres de Andrade e de D .Maior Viegas de Sequeira, senhora da Quinta de Sequeira, nesta freguesia.

Esta, era filha do citado Raimundo Viegas de Sequeira e de sua mulher Maria Anes Raimundo Viegas. As Inquirições de 1220 falam deum certo reguengo "in Paazas, juxta turrem de Sequeira" e, note-se que, actualmente, a grafia "Passos" está errada, pois o topónimo refere a antiga torre senhorial da estirpedos Sequeiras, que já existia entre os séculos XII e XIII. No ano destas inquirições, era seu senhor, Diogo Viegas "de Sequeira". O Mosteiro de Tibães, que era padroeiro da paróquia de São Satunino de Sequeira, "cumaliis", possuía um casalna freguesia de Santa Maria e, a Sé de Braga, duas"partes" de outro.

Do património edificado, destacam-se várias casas solarengas ,algumas delas dotadas de capelas particulares: Casa e Capela de São Paio, a Casa Grande do Carvalho e a de Penavoente.
 
 
Home | Soluções | Mapa das Estradas | Login | Link Úteis | Publicidade | Contactos
freguesias.pt © 2006 Todos os direitos reservados | Avisos Legais | Declaração de Privacidade