.:: Junta de Freguesia de Fajão e Vidual - Pampilhosa da Serra ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
« »
Quinta-Feira, 02.4.2020
 
Contacte-nos
Farmácias
COVID-19
História
 
Vidual pertenceu ao extinto concelho de Fajão, passando a integrar o de Pampilhosa da Serra em 1855. Em 1815 foi elevada a freguesia, ano em que deixou de pertencer à de Unhais-O-Velho.


A aldeia de Vidual de Baixo foi submersa em 1943 pela albufeira da Barragem de Santa Luzia surgindo a nova povoação de Casal da Lapa.


A origem etimológica de Vidual é atribuída ao nome duma planta, bétula ou vidueiro, que em tempos germinava com abundância nesta região. A economia da freguesia baseava-se quase exclusivamente na castanha, centeio, legumes, mel e trigo, tal como quase todos os povoados serranos.


Barragem de Sta Luzia - Factos e História


 

Tragédia


 

Os trabalhos da Barragem de Stª Luzia terminaram em 1942, em Novembro desse ano, são fechadas as comportas da barragem, resolução  tomada pela Companhia Electrica das Beiras (proprietária deste empreendimento), logo a água reprezada começou a subir desmedidamente, pois era medonha a invernia, a chuva era torrencial não amainava nem um instante (desde o ano de 1910 que não se fazia sentir um Inverno tão chuvoso ) e as águas do rio de Unhais, que iam alimentar a barragem há muito que haviam transbordado para fora do seu leito devido às fortes chuvadas que caíam nessa altura, vindo em poucas horas a lamber as modestas casas de Vidual de Baixo.


Houve Pânico!

António Cardoso da Fonseca Brito, na altura presidente da Junta de Freguesia, mandou telegramas aflitivos a S. Excelência o Sr. Presidente do Concelho, que por sua vez telefonou ao Sr. Governador Civil de Coimbra, que logo veio desabaladamente, debaixo de temporal desfeito, ver o que se tratava. Ante os seus olhos assombrados, do alto do Casal da Lapa, ele, viu na encosta fronteira, onde tinha o seu assento a aldeia de Vidual de Baixo, os traços fortes da tragédia e de pavor de uma população aterrada, a fugir do impacto da água que lhe invadia as casas. Pragas e súplicas. Lágrimas e soluços. O Governador Civil ficou mudo de espanto, e conta-se que descortinou numa das barracas do Casal da Lapa, as sombras de três seres diabólicos a olhar a tragédia com esgares de riso, e que lhe puseram calafrios na espinha e o levaram a fugir daquele lugar de maldição. O que disse ele ao Presidente do Concelho? Não se sabe, mas, sabe-se que ele fugiu à inauguração da barragem, por certo com receio de reconhecer encarnadas em figuras humanas as sombras que ele julgou ver no Casal da Lapa naquele dia tão trágico.

 
Agenda de Eventos
D S T Q Q S S
    1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30
Mapa Google
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de Fajão-Vidual © 2010 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px