.:: Freguesia de Beirã ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
« »
Quarta-Feira, 25.11.2020
 
Contacte-nos
COVID-19
Associações e Colectividades


Associação "A Anta", Associação Cultural e desenvolvimento da Beirã

Unidade de Cuidados Continuados Integrados



Caracterização da Instituição

"A ANTA" - AssociaClique para ampliarção Cultural e de Desenvolvimento da Beirã , é uma associação de desenvolvimento local e simultaneamente uma IPSS, Instituição Particular de Solidariedade Social de utilidade pública.

Nasceu há 10 anos e surgiu da necessidade de impulsionar desenvolvimento à Beirã, uma das maiores freguesias do concelho de Marvão, que nasceu e se desenvolveu com os caminhos de ferro e com a fixação dos serviços alfandegários. Com abertura das fronteiras, abre-se o país para fora e fecha-se a Beirã, porque deixam de existir os serviços alfandegários. Um enorme número de pessoas fica no desemprego e muitas famílias são obrigadas a procurar outros locais para viver. Por outro lado, às pessoas que ficaram sem emprego é-lhes difícil encontrar ocupação noutros locais. A Beirã começa assim a perder população e, de forma, repentina, a perder importância. É por tudo isto, pelas muitas necessidades com que a Beirã e as suas gentes se deparam que nasce A ANTA.

Algumas pessoas da localidade pensaram em formar uma associação para impulsionar algum desenvolvimento, tão necessário à Beirã. A ideia deu frutos e nasceu A ANTA.

Gradualmente foram-se candidatando projectos comunitários. Criou-se um dos primeiros projectos de Luta Contra a Pobreza. Estavam identificados os públicos alvo que necessitavam de uma intervenção rápida, pois a maioria não encontrava uma resposta adequada à sua situação.

Assim fez-se da associação, uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS) e de utilidade pública.

A construção e criação do Centro Comunitário foi o passo seguinte, tendo o mesmo ainda funcionado em instalações provisórias, ocupando as actuais apenas em 1999. São então criadas e reunidas as condições necessárias à instalação de todas as valências (Apoio Domiciliário; Centro de Dia; A.T.L. e mais tarde A.D.I.).

Actualmente com 50 utentes, a pagar apenas o que é exigido por lei, encontram resposta na ANTA e nas diversas valências por ela oferecidas. Os utentes são oriundos de todo o concelho de Marvão, por isso, três carrinhas fazem o transporte das pessoas para o Centro de Dia e de tudo o que é necessário ao Apoio Domiciliário.

No Centro Comunitário e na valência de Centro de Dia, os utentes têm alimentação, tratamento de roupa, higiene pessoal e actividades lúdicas.

Os utentes do Apoio Domiciliário também têm todos os cuidados necessários ao dia a dia, é-lhes prestado todo o tipo de auxílio, é-lhes feito tudo aquilo que lhes é necessário.

Desde a higiene pessoal, à higiene da habitação, o acompanhamento ao médico, ao cabeleireiro, ao banco, entre outras coisas, bastando pedir e dizer quando precisam que alguém os acompanhe. Uma forma encontrada de colmatar a solidão, tão sentida nestas idades..

A Formação Profissional é outro dos pontos fortes da Associação Cultural e de Desenvolvimento da Beirã.

Neste momento A ANTA tem mais um sonho por concretizar. Depois de sete projectos aprovados, num montante total de € 672.424,45, viu aprovado o projecto que visa a criação de um Unidade de Apoio Integrado. Uma decisão que chega depois de já terem sido investidos pela ANTA cerca de 80 mil euros, na compra e no projecto técnico do edifício.
Clique para ampliar

Foi adquirido um edifício ao Património de Estado a preços especiais mas mesmo assim pago pela Associação com muitas dificuldades, candidatando o mesmo a uma Unidade de Apoio Integrado. Isto é, apoio em todas as áreas e articulação com a saúde para os utentes de Marvão. No entanto, embora muito necessária porque o hospital não tem internamentos e os idosos estão sozinhos e precisam de acompanhamento. A candidatura foi aprovada, embora a rubrica equipamentos não foi aprovada em candidatura, o que está a dificultar colocar um funcionamento a infra-estrutura em causa.

Desta forma, a Instituição apresentou uma candidatura ao Saúde XXI-Promover Novas Parcerias e Novos Actores na Sociedade, medida 3.1 - Criação e Adaptação de Unidades de Prestação de Cuidados de Saúde, no montante global de 117.833,04€ para os respectivos equipamentos

A estrutura é composta por 2 andares com quartos individuais ou duplos com casa de banho privativa, que dispõe de dispositivos de emergência, quer nas instalações sanitárias, quer nos quartos.

No rés-do-chão do edifício possui as áreas de serviços e de tratamento, ou seja, o gabinete médico e a sala de tratamentos.

É constituído por uma lavandaria, uma cozinha, sala de refeições e de estar, instalações sanitárias e sector administrativo.

O acesso para o 1º e 2º andar é assegurado por um elevador com características porta macas e que cumpre o regulamento previsto.

No exterior do edifício a zona envolvente é composta por 1 Unidade de Fisioterapia e 1 Piscina que tem por objectivo assegurar cuidados de fisioterapia, para uma total recuperação.

Esta Unidade de Internamento, é dirigida para todos os grupos etários da população, no entanto, numa zona marcada e caracterizada por uma população envelhecida, será inevitavelmente a população predominante desta estrutura a população idosa.
Agenda de Eventos
D S T Q Q S S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30
Visitas
.::Visitas::.
Hoje: 19
Total: 10864
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de Beirã © 2010 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px