.:: Freguesia de União das freguesias de Santa Eufémia e Boa Vista ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
Início
Sexta-Feira, 14.12.2018
 
Contacte-nos
Recenseamento
Farmácias
Locais de Interese (Património)
Património Natural e Religioso

 

 

 

 

Património Natural

 

Na área mais fechada do Vale do Leão, entre a foz do ribeiro e a estrada que liga a Fonte do Oleiro à longra, existe uma série de abrigos pré-históricos, numa linha contínua que ocupa aproximadamente 1Km de extensão:

- Abrigo do Moinho (abrigo de grande dimensão, situado na margem esquerda do ribeiro, que se encontra à frente de uma moinho recuperado e que apresenta um grau de conservação razoável);

- Abrigo 1 do Vale do Leão;

- Abrigo 2 do Vale do Leão (abrigo de grandes dimensões e com grande potencial arqueológico);

-Abrigo 3 do vale do Leão (abrigo de medias dimensões e com grande potencial arqueológico).

 

 

 

Património religioso

 

 

 

Igreja Matriz – igreja velha da Boa Vista

 

 

 

A antiga igreja da Boa Vista foi mandada edificar a 16 de Junho de 1871, embora a primeira pedra só tenha sido assente um ano e um dia depois, a 17 de Junho de 1872, pelo mestre José Costa Prior.

 

D. José Alves Correia da Silva criou a paróquia da Boa Vista, apenas a 29 de Janeiro de 1946.

 

 

 

 

 

Igreja Matriz – A inauguração da nova igreja

 

 

 

A igreja da Boa Vista sofreu remodelações em 1998, altura que alcatifa foi substituída por mosaico. Em 2000 afachada foi embelezada com a aplicação de um painel de azulejos na fachada da autoria de Quim Nolo.

 

 

 

Capela do Alqueidão

 

 

 

A capela do Alqueidão é o mais antigo edifício da Boa Vista de que há memória. Edificada no século XVIII, sofreu ao longo dos tempos grandes mudanças.

 

A capela foi fundada em 1734, pelo padre José Francisco da Silva num local que se pensa ter sido um antigo cemitério. Do fundador apenas se sabe que foi sepultado no interior da capela no ano de 1754.

 

Daqui se conclui que a capela foi inicialmente dedicada a S. José.

 

Segundo a tradição oral, por volta de 1810 – aquando das invasões francesas -, este templo terá sido profanado e destruído. Após o assassínio do padre e de todos que se opuseram, os invasores fizeram da capela um estábulo para os seus cavalos.

 

Em 1865, a capela foi reedificada.

 

Tendo em conta os apontamentos que se crê serem do pároco dos Pousos António Antunes Faria, em 1918 foi levantada e substituída a pedra tumular tendo sido descobertas intactas as ossadas do Pe. José Silva, segundo António Fiúza, o descrito terá ocorrido mais tarde. A capela terá ruído em 1923 ou 1924. Em 1926 acapela foi restaurada e, a 5 de Julho, foi benzida, seguindo-se à bênção a missa cantada e a procissão incorporadas andores de fogaça. Em 1937/1938 a comissão da capela comprou um terreno situado ao lado da nascente, onde foi construída a sacristia, a todo o comprimento da capela.

 

A capela foi remodelada em 1969, sendo incorporada nela o espaço da antiga sacristia e construída uma nova sacristia, do lado poente alem de se subirem paredes e tecto, de se ter pavimentado o chão com mármore e de se ter substituído a pedra sepulcral pela segunda vez.

 

Em 1989, remodelou-se a parede sul, fixando-se nela um crucifixo e escavando-se dois nichos, destinados a S. Sebastião  e a nossa Senhora das Graças. O tecto foi forrado a madeira. Foram ainda aplicadas molduras de gesso e azulejos policromados.

 

Em 2005 foi requalificada a sacristia e o espaço anexo à capela, tendo sido demolido o coreto ai existente.

 

Actualmente, a capela abre periodicamente ao culto, especialmente por altura da sua festa anual em Agosto.

 

 

 

Salão da Casa Paroquial

 

 

 

Construída em 1926, num terreno cedido pela família Ferreira, a casa paroquial está localizada na rua da Alegria.

 

Anexo à casa, o salão paroquial foi construído em meados da década de oitenta. É neste edifício que funciona a actividade pastoral.

 

 

 

Sala Mortuária

 

 

 

A sala mortuária da Boa vista esta situada num espaço anexo à igreja, que antes servia de arrumação e de sala de catequese.

 

A ideia de criar, na freguesia, um local para acolher os defuntos partiu de um grupo de paroquianos, por causa da necessidade da população, que até então tinha de se deslocar a Leiria para passar as ultimas horas com os seus entes queridos.

 

Como o conselho paroquial não conseguiu comprar os terrenos contíguos à igreja, o espaço escolhido para a sala mortuária foi o espaço anexo à igreja.

 

A sala mortuária foi inaugurada a 24 de Março de 2002. Em 2006, na tentativa de tornar o espaço exterior mais acolhedor, procedeu-se à sua cobertura.

 

 

 

 

 

Alminhas

 

 

 

Ate ao final do milénio, havia uma tradição que se chamava “cantar às almas”: um grupo de homens, no tempo da Quaresma, à noite, fazia um peditório de casa em casa; as ofertas dadas eram aplicadas em missas pelas Almas do Purgatório.

 

José Vicente , sendo devoto das almas do purgatório, prometeu erguer no Alqueidão  um nicho e cumpriu a sua promessa. Com a passagem da estrada principal no local, o painel foi mudado para o espaço lateral, onde ainda se encontrava.

 

Nele esta escrita a seguinte quadra dedicadas às Almas do Purgatório:

 

Passageiro que vais passando

 

Lembra-te fui na terra teu irmão

 

Se por nós fores rezando

 

Ajudas a nossa salvação

 

 

 

Via-sacra

 

 

 

Com sete placas alusivas à dolorosa vida de Maria, foi inaugurada no ano de 2002 a Via-sacra.

 

A primeira destas placas encontra-se junto à capela do alugar de Alqueidão, e a ultima localiza-se perto do cruzamento para os Machados.

 

 

           
Mapa Google
Visitas
.::Visitas::.
Hoje: 40
Total: 108588
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de União das freguesias de Santa Eufémia e Boa Vista © 2010 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px