.:: Junta de Freguesia de Celavisa - Arganil ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
« »
Segunda-Feira, 18.11.2019
 
Contacte-nos
Associações e Colectividades

Na Freguesia de Celavisa a actividade cultural é muito em parte devida às comissões de melhoramentos/colectividades existentes em cada aldeia. Estas são importantes organizações que se ocupam do desenvolvimento do bem-estar e condições de vida das comunidades.
As colectividades organizam diversos convívios, passeios ou festas anuais de forma a promover os laços de amizade entre as comunidades.

União Recreio e Progresso Celavisense

Sede da União

Com sede no mesmo edifício onde se encontra a Junta de Freguesia, esta comissão é a principal responsável pelo desenvolvimento da cultura e do desporto em Celavisa.

União Progressiva dos Povos da Ribeira de Celavisa

Comissão de Melhoramentos de Sequeiros

Na povoação de Sequeiros encontra-se também constituída uma Comissão de Melhoramentos cuja actividade se articula com a Junta de Freguesia em proveito dos seus habitantes. Esta tem sede própria no largo com o seu nome, e desde a sua formação a 17 de Maio de 1979, dedica-se de alma e coração ao desenvolvimento local.

Mais informação em http://aldeiadesequeiros.webnode.pt

Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa

Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa

O Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa foi fundado em 14 de Junho de 1981 a partir da Comissão de Juventude da União dos Povos da Ribeira de Celavisa, sediado na Casa da Comarca de Arganil em Lisboa, a Casa-mãe do movimento regionalista arganilense na Capital.

Juntaram-se então os jovens oriundos de Celavisa e arredores com o objectivo de não deixar cair na escuridão do esquecimento certas tradições vividas noutros tempos.

Deste modo, o Grupo realizou e tem realizado exaustivas recolhas de trajos, modas e cantares assim como instrumentos, utensílios e outras tradições relacionadas com toda a vivência de um povo (medicina caseira, provérbios, trabalhos rurais, serões, malhadas, escapeladas, quaresma, etc.)

O Rancho da Ribeira de Celavisa tem representado os seus usos e costumes em festivais nacionais (de norte a sul) e internacionais (Espanha, França, Bélgica, Suíça, Luxemburgo, Holanda, Alemanha, Dinamarca e Letónia), programas de televisão, festas para comissões de melhoramentos e progresso, INATEL, entidades oficiais, entre outros.

Já conta com várias gravações audíos editadas e  um CD.

Faz parte da região etnofolclórica da Beira Litoral Mondego, por outros também designada Beira Serra.

 O Grupo tenta apresentar fielmente o que os antepassados vestiam no trabalho, nas festas, aos domingos, nas romarias e afins.

Devido à sua localização geográfica, o Inverno era passado com a neve, a Primavera e o Outono com o frio, aparecendo o calor nos restantes meses. Pelas condições impostas, as vestes grosseiras e os agasalhos eram obrigatórios.

Predominavam calças e coletes de serrubeco, burel ou lã, camisas de estopa, camisolas interiores e ceroulas; as mulheres vestiam por cima das camisas blusas de chita ou flanela, dois ou mais saiotes e saias de burel, lã ou pano forte, compridas e fartas. O calçado restringia-se às chancas, botas de couro e tamancos, andando maioritariamente descalços.

As capuchas, os xailes de lã, as capas e as capotas, assim como os casacos, as mantas, as capasmarino e as sacas em bico de serapilheira eram preferencialmente escolhidos como agasalhos pelas mulheres e homens das aldeias, respectivamente.

Assim como diz a moda “o que tapa o frio, tapa o calor”.

O povo alegrava-se com as modas que cantava nas festas, aos domingos ou nas romarias, assim como durante os trabalhos e mesmo aos serões.

Este Grupo apresenta vários Viras, muito bailados em tempos de antanho, assim como os Fados e as Modas de Roda, que muito caracterizam a região.

Com o estalar dos dedos, era nos terreiros que o povo bailava, ria, convivia e namorava.

Deste modo o Rancho Folclórico da Ribeira de Celavisa tenta preservar uma cultura que tende a desaparecer, sendo por isso um espelho que reflecte todos os aspectos atrás mencionados e que caracterizam bem o povo beirão-serrano. Em 2009 tornou-se sócio efectivo da Associação do Distrito de Lisboa para Defesa da Cultura Tradicional Portuguesa, sendo já sócio da Fundação INATEL (CCD 5688).

O Grupo é hoje considerado como verdadeiro divulgador de grande vulto da cultura popular da região que representa.

Mais informação em http://sites.google.com/site/rfrcelavisa/

Comissão de Melhoramentos de Travessas

Notícias
8.º Enduro de Celavisa
8.º Enduro de Celavisa
3.ª Festa de Sopas
3.ª Festa de Sopas
Celavisa, sempre!
Celavisa, sempre!
Rancho Folclórico
Rancho Folclórico
Mapa Google
Visitas
.::Visitas::.
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de Celavisa © 2009 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px