.:: Junta de Freguesia de N. Srª da Graca de Povoa e Meadas ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
Início
Quinta-Feira, 15.11.2018
 
Contacte-nos
Notícias
Recenseamento
Farmácias
Gastronomia
 

Em Castelo de Vide as migas mais usuais são as migas de batata ou até mesmo as de mistura (pão e batata). 
Independentemente da variação que escolher fazem-se da mesma forma mudando apenas o ingrediente principal.

Ingredientes:

Entrecosto
Entremeada
Chouriço
Pão duro ou batata cozida e esmagada
Pimentão
Alho
Louro
Vinho Branco
Sal
Óleo ou Banha de Porco

De véspera ou pelo menos 4 horas antes, tempere o entrecosto e a entremeada com sal, pimentão, bastante alho, uma folha de louro e vinho branco.

Num tacho ponha uma pequena quantidade de óleo ou banha e deixe aquecer bem, comece por fritar o chouriço cortado às rodelas, depois passe para a entremeada e finalmente o entrecosto.

Assim que as carnes estiverem fritas coe o óleo e volte a pôr no tacho uma parte equivalente a umas 6 colheres de sopa, junte-lhe uma folha de louro e 2 dentes de alho cortados finamente.

Deixe os alhos alourar ligeiramente e em lume brando comece a por o pão que previamente cortou em pedaços pequenos, mexa vigorosamente e vá acrescentando água aos pouquinhos. Quando já todo o pão está desfeito e embebido mas não encharcado, levante o lume e vá sacudindo o tacho até enrolar as migas numa bola que fica ligeiramente douradinha.

Ponha numa travessa, decore com as carnes e sirva imediatamente.

Em determinadas casas existe o hábito de beber café de "escolateira" enquanto se comem as migas.



Sarapatel

Ingredientes:

"Fressuras" de borrego ou cabrito ( fígado, pulmões, coração)
Sangue de borrego já cozido
Azeite
Cebola picada
Alho picado (1 dente)
Salsa
Hortelã ( 1 ramo generoso)
Colorau (pouco)
Cravinho (2 cabeças)
Sal

Migam-se o fígado, os pulmões e o coração, estas são as fressuras normais, mas também pode e deve acrescentar a língua e os rins do animal, para enriquecer ainda mais esta sopa é costume juntar-se uma parte das abas do borrego cortada em pedaços pequenos e um ou dois molhinhos (rolinhos das tripas).

À parte coza o sangue dentro de um saco de plástico, numa panela com água, durante mais ou menos 20 minutos. 
Numa panela ponha o azeite, cebola picada, alho picado (1 dente), salsa, hortelã (1 ramo generoso), colorau (pouco) e cravinho (2 cabeças).
Assim que a cebola ficar translúcida acrescenta-se a carne, refoga-se ligeiramente, cobre-se com água e coze.

Passado esse tempo junte ao resto o sangue já desfeito (com as mãos ou com um garfo) acrescente sal e água se necessário, não se esqueça que é para comer com "sopas" e rectifique os temperos. Deixe ferver mais 10 minutos, finalmente a 2 minutos de desligar o lume deite na panela um golpe de vinagre.


Serve-se sobre fatias finas de pão duro alentejano e folhas de hortelã, acompanhe com rodelas de laranja.



Molhinhos em Tomatada

Os molhinhos são feitos com o estômago dos caprinos e ovinos, têm este nome porque são pequenas quantidades que são enroladas e atadas com as tripas formando assim pequenos molhos.

Ingredientes:

1 Kg de Molhos
1 Kg de Tomate
Azeite (para o refogado)
1 Cebola
Hortelã
Sal

Coza os molhos com um pouco de sal e alguns pés de hortelã até estarem bem tenros, escorra a água e reserve.
Faça um refogado com a cebola picada e o azeite, junte o tomate sem pele e partido em pequenos pedaços e finalmente junte os molhos.
Deixe apurar.

Sirva simples ou com batatas fritas.



Pezinhos de Coentrada

Ingredientes:

3 Pés de porco partidos ao meio
6 Dentes de alho
2 Colheres de sopa de farinha
Coentros
Azeite
Sal


Coza os pés de porco em água com uma pitada de sal até estarem tenros, desosse de maneira a que só os ossos da unha se mantenham.
Num almofariz coloque sal, os dentes de alho e coentros a gosto, esmague até formar uma pasta.

Ponha um tacho ao lume com 4 ou 5 colheres de sopa de azeite, junte o conteúdo do almofariz e deixe fritar muito ligeiramente, acrescente as 2 colheres de sopa de farinha, mexa bem e vá acrescentando a água onde cozeram os pezinhos até dar ao molho a consistência que mais lhe agradar.

Quando o molho começar a ferver acrescente mais uma boa mão cheia de coentros, rectifique o sal, junte a carne e deixe apurar.

Acompanhe com batatas cozidas ou fritas às rodelas e uma fatia generosa de pão alentejano.



Alhada de Cação

Alhada de Cação

Ingredientes:

1 1/4 Kg de cação 
Sal 
8 Colheres de (sopa) de azeite 
8 Dentes de alho 
1 Folha de louro 
1 Ramo grande de coentros frescos 
1 Colher de (sopa) de vinagre 
2 Colheres de (sopa) de farinha

Limpe o peixe, lave e corte em postas.

Tempere com sal e aguarde algum tempo.

Aqueça o azeite e junte os alhos descascados e picados e o louro.
Com uma colher de pau, desfaça os alhos de modo a ficarem bem moídos.
Disponha no refogado as postas de peixe e os coentros picados. 
Regue com o vinagre e deixe ferver em lume brando, virando o peixe uma vez. 

Polvilhe com farinha e refogue.

Cubra com água fervente, tape e cozinhe até o peixe ficar cozido e o molho apurado.

Acompanhe com batatas cozidas.



Fígado à Moda de Castelo de Vide

Fígado à Moda de Castelo de Vide

Ingredientes:

600g de Fígado cortado às iscas finas
2 Dentes de alho
Sal e pimenta q.b.
1 Folha de louro
1 Chávena de vinho branco
1 Colher de sopa de vinagre
Salsa picada
2 Cebolas médias
Fatias de toucinho gordo

Com algumas horas de antecedência, tempere o fígado com sal, pimenta, alho esmagado, louro, vinho branco e vinagre, uma vez por outra mexa para que toda a carne tome gosto por igual.

Descasque as cebolas e corte-as às rodelas.

Coloque as fatias de toucinho numa frigideira, leve ao lume e deixe fritar lentamente, virando-as até que tenham largado completamente a gordura.
Retire os "torresmos" da frigideira e na gordura que ficou, refogue as cebolas sobre lume moderado, quando as mesmas começarem a alourar junte-lhes o fígado bem escorrido.

Avive o lume para que o fígado frite sem cozer, assim que o fígado estiver frito, junte-lhe a marinada, deixe ferver durante cerca de um minuto, rectifique os temperos e retire do lume.

Sirva acompanhado de batatas fritas e os "Torresmos"



Doçaria








Notícias
Agenda de Eventos
D S T Q Q S S
     1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30
Conduzir e Operar o Trator em Segurança
Conduzir e Operar o Trator em Segurança
Contentores/Cinzas
Contentores/Cinzas
Caminhada Rosas Albardeiras
Caminhada Rosas Albardeiras
Mapa Google
Visitas
.::Visitas::.
Hoje: 85
Total: 148152
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de N. Srª da Graca de Povoa e Meadas © 2009 Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por FREGUESIAS.PT
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px