.:: Junta de Freguesia de Alegrete ::.
Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação e aumentar a usabilidade do mesmo. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a informação sobre Politica de Privacidade e Política de cookies do site.
Aceitar
« »
Domingo, 07.3.2021
 
Contacte-nos
Recenseamento
Farmácias
COVID-19
Locais de Interese (Património)
Torre do Relógio

Construída no Século XVII, situa-se junto à Igreja paroquial. Trata-se de uma torre de cantaria, com uma altura considerável, da qual se vislumbram vários montes e cursos de água.

É um edifício de dois andares, apresentando uma escala exterior, a qual está encoberta por uma construção semicircular e que conduz a uma dependência pela qual se entra para a torre.

No seu eirado surgem os tradicionais quatro coruchéus que ladeiam uma cúpula pentagonal rematada com um cata-vento de ferro forjado.

O sino apresenta a seguinte inscrição: "Este sino o mandou fazer o capitão mor/Manuel de Vi...lado Anno de 1835/Rafael Fernandes me fes". A torre tem ainda uma sineta com a inscrição na cinta superior: "Sam Pedro ora pro nobis" e na cinta inferior: "1668". Talvez esta sineta tenha pertencido à antiga capela de S. Pedro do Século XV.

Edifício da Câmara Antiga
Já funcionou como Escola, Lar de Terceira Idade e A.T.L.
Coreto

Datado do início do Século XX e situado no Largo da Praça, o Coreto de Alegrete insere-se na mentalidade dos loucos e eufóricos anos 20, resultantes do fim da 1.ª Grande Guerra e que antecederam o grave "crash" da Bolsa de New York.

Tendo como função a actuação da banda de música ao ar livre, a sua construção é de planta octogonal.

O podium é rodeado por uma armação de ferro forjado, surgindo oito colunas que suportam a cobertura em cúpula, também octogonal, rematada com uma arpa de ferro forjado.

Igreja Matriz

Localizada no Largo da Igreja, na zona superior da Vila e dentro das muralhas do velho burgo medieval, é S. João Baptista o seu orago.

O edifício é uma construção do Século XVI inserindo-se no estilo Maneirista, tendo no entanto sofrido várias remodelações ao longo dos séculos seguintes.

Se o Maneirismo português atendeu a certas particularidades que originaram a sub-denominação de Estilo-Chão, a arquitectura da Igreja Matriz traduz todo o discurso do sintetismo nacionalista entre a herança medieval e o depuramento das formas clássicas do Renascimento, próprias desse mesmo estilo.

No que respeita ao seu exterior, o edifício apela à horizontalidade. A fachada está orientada para nascente e encontra-se seccionada em três partes por quatro pilares adoçados a um terço e embebidos na restante altura.

No interior temos uma Igreja salão com três naves, as quais são divididas por três colunas cada. As colunas suportam arcos de volta perfeita que no seu total perfazem o número de cinco. Quanto à cobertura, esta é feita em abóbada de caixotão.

A nave lateral direita apresenta duas capelas laterais e um altar adoçado de culto a Nossa Senhora de Fátima. A capela mais próxima da capela-mor é de culto aos três santos populares: S. Pedro, St.º António e S. João. É de salientar que no tecto desta capela axial está pintado um brasão esquartelado com as armas das famílias Mouros, Sás Tavares e Melos. A referida capela possui ainda uma pintura baseada no tema do Juízo Final.

As capelas colaterais oferecem culto à Padroeira da Vila - Nossa Senhora da Alegria e ao Nosso Senhor dos Passos.

No que diz respeito aos altares, todos eles são de talha ou alvenaria pintada. Todo o interior do edifício é nu e despojado de decoração, apenas se realçando a capela-mor. Esta tem quatro colunas pintadas a azul e dourado.

Relativamente ao seu espólio, é de destacar um cálice de prata dourada e branca, datado da segunda metade do século XV. Merecem ainda referência as imagens de pedra de S.Sebastião (Século XV), Santo António (início do Século XVI), S.Pedro (datada de finais do Século XV e pertencente à antiga Capela de S.Pedro) e de Santana, também do Século XV.

Igreja da Misericórdia

Actual casa mortuária, a Igreja da Misericórdia está localizada junto à Igreja Matriz. É um edifício do Século XVII cuja proximidade com a Igreja Matriz não é apenas física mas também a nível arquitectónico, sendo nitidamente Maneirista, ou seja, aproximando-se claramente da influência italiana.

        Seguinte >     fim >|
Notícias
Percurso de Alegrete
Mapa Google
Visitas
.::Visitas::.
Hoje: 47
Total: 312989
Início Autarcas Freguesia Informações Notícias Mapa do Portal Contactos Política de Privacidade
Junta de Freguesia de Alegrete © 2010 Todos os Direitos Reservados
Portal optimizado para resolução de 1024px por 768px